domingo, 29 de maio de 2011

Desejo

 
Vontade... queimo por dentro, me derreto, me desfaço... o desejo é tão intenso que não posso mais ter forma, não caibo mais em mim, não posso ser mais eu...

"Eu não quero mandar. E me recuso a mandar. Quero viver obscuramente e ricamente minha feminilidade. Quero um homem deitando sobre mim, sempre sobre mim. Sua vontade, seu prazer, seu desejo, seu modo, sua sexualidade, o comando, meu pivô. Não me importo de trabalhar, me auto sustentar intelectualmente, artisticamente; mas como mulher, Oh, Deus, como mulher quero ser dominada! Não ligo se me dizem pra ser independente, andar com minhas próprias pernas, não me apegar a nada, mas eu vou ser caça, fodida, possuída pela vontade de um homem quando ele quiser e de acordo com suas ordens." Anais Nin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário