domingo, 17 de abril de 2011

Entrega



“Saudade é solidão acompanhada,
É quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já...
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
É recusar um presente que nos machuca,
É não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Saudade é o inferno dos que perderam,
É a dor dos que ficaram para trás,
É o gosto de morte na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
Aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
Não ter por quem sentir saudades,
Passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.” Pablo Neruda

Assim eu me completo, me doando... Sou inteira, realizada. Servindo; sou rainha, sou dona, sou eu... Como é dilacerante o sentimento de insatisfação causado por tua ausência, Meu Dono onde estas que não me achas? Preciso viver na sombra dos teus passos, beber da bondade dos teus gestos, teu desejo é meu alimento, quero me aninhar aos teus pés e velar teu sono, encontrando assim a satisfação que tanto busco na certeza da nunca achada saciedade... Nossa como eu preciso de um Dono...

Nenhum comentário:

Postar um comentário